5 de jun de 2008

Anistia Internacional critica violência sexista na América


Instituto PAPAI
A Anistia Internacional divulgou relatório anual sobre os direitos humanos no mundo. Segundo a pesquisa, a violência contra as mulheres continua sendo um grave na América Latina. Apesar do México e Venezuela terem aprovado leis para combater a violência de gênero e o Brasil, através das delegacias da mulher e da Lei Maria da Penha, oferecer uma estrutura mais abrangente de proteção às mulheres, segundo o estudo falta aos países latino-americanos mais eficiência na aplicação de recursos e no entendimento da natureza e extensão do problema. 

Números – Nos 123 paises pesquisados pela Anistia no ano passado, uma de cada três mulheres sofre abusos de seu parceiro no decorrer de sua vida. Metade das mulheres assassinadas foi morta pelo parceiro ou ex-parceiro. Esses números mostram que o trabalho para a redução da violência de gênero deve abranger também os homens. Nesse sentido desde 1999, a Campanha do Laço Branco promove ações, em todo o Brasil, que objetivam ampliar cada vez a rede de homens pelo fim da violência contra a mulher. A mobilização entrou no calendário nacional com a aprovação da lei 11.489, aprovada em 20 de junho de 207, que instituiu o 06 de dezembro como o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo fim da Violência contra as Mulheres.

Brasil – Desde 1988, a Constituição Brasileira assegura juridicamente a igualdade de direitos para homens e mulheres. A legislação, no entanto, não foi suficiente para impedir que a violência doméstica despontasse no cenário nacional como sendo um dos crimes mais praticados nas unidades familiares. Assim como em outros países, no Brasil os agressores, em sua maioria, são pessoas muito próximas das vítimas. De acordo com o Minsitério da Justiça, 100 mil mulheres são vítimas de violência por ano no Brasil, mas apenas 10% delas denunciam seus agressores.

OUTRAS INFORMAÇÕES:

Anistia Internacional – Brasil

Ministério da Justiça
Fone (61) 3429.3000

Campanha Brasileira do Laço Branco
Fone: (81) 3271.4804
E-mail: info@papai.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.