27 de nov de 2009

Recife Laço Branco em Ato Público no Mercado de São José


Web
Sanfona, teatro e mensagens de cidadania em prol do fim da violência contra a mulher. Esse foi o tom do ato público da Campanha do Laço Branco no Mercado de São José, no Recife. A meta da ação foi envolver os homens nas ações pelo fim da violência contra a mulher. Foram distribuídos cartazes, panfletos e fitinhas do Laço Branco (símbolo da Campanha) para transeuntes e comerciantes da localidade, sobretudo homens e jovens do sexo masculino. O ato foi uma Iniciativa do Instituto PAPAI, do Grupo de Pesquisa em Gênero e Masculinidades da UFPE (Gema/UFPE) e da Rede de Homens pela Equidade de Gênero (RHEG), em parceria com o Grupo Curumim, BEMFAM e Loucas de Pedra Lilás.

Forró, teatro e conscientização – A animação do público ficou por conta da cantora Nádia Maia, acompanhada de seus músicos, e do forrozeiro Rogério Rangel. Vestidos com a camisão da campanha e ao som do fole da sanfona presentearam o público com muito forró pé-de-serra. Entre uma canção e outra, os artistas alertaram o público sobre a importância do engajamento dos homens nas ações pelo fim da violência contra a mulher. 

Já o Grupo de Teatro Loucas de Pedras Lilás realizou uma performance intitulada “Minha Saia Curta...”. A esquete de Eve Ensler utiliza da irreverência e ousadia para problematizar a violência sofrida pela estudante da Universidade Bandeirante (Uniban) Geyse Arruda, que virou notícia na imprensa nacional após ser xingada pelos estudantes da universidade por usar um vestido rosa e curto. 

Números – Segundo a Organização Mundial da Saúde, em todo mundo, quase metade das mulheres assassinadas são vítimas do marido ou namorado, atual ou ex. No Brasil, um estudo do Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa) da ONU revelou que anualmente cerca de 300 mil mulheres sofrem violência por parte dos maridos ou companheiros. Em Pernambuco, somente este ano, segundo o Fórum de Mulheres do Estado, 260 mulheres foram assassinadas. Até outubro, a Delegacia da Mulher já recebeu cerca de 7 mil denúncias de violência contra a mulher. 

Organização – As ações da Campanha do Laço Branco em Pernambuco são realizadas pelo O Instituto PAPAI e Grupo de Pesquisa em Gênero e Masculinidades da UFPE (Gema/UFPE), entidades integrantes da Rede de Homens pela Equidade de Gênero (RHEG). Com parceria do Grupo Curumim, BEMFAM e das Loucas de Pedras Lilás. A iniciativa tem o apoio de Childhood/WCF, Save the Children, Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres e Fundação Ford.


VEJA O VÍDEO DA CAMPANHA


OUTRAS INFORMAÇÕES: 
Instituto PAPAI
Fone: (81) 3271.4804
E-mail: info@papai.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.